Presidente da França participa de reabertura de centro do Exército de Salvação em Paris

O presidente da França, François Hollande, reabriu oficialmente o centro “La Cité de Refuge” reformado em Paris. 

La Cité de Refuge (Cidade do Refúgio) é um dos dois poucos edifícios em Paris projetado pelo famoso arquiteto Le Corbusier, conhecido como o pai da arquitetura moderna, e seu espaço desenvolvido com o propósito de abrigar pessoas que vivem em bairros degradados e em situação de risco.

A missão do Exército de Salvação com o abrigo não é somente oferecer uma cama e alimento para os necessitados, mas também ajudar na reintegração deles na sociedade, ao oferecer oportunidades de educação, recolocação profissional, cursos de formação, entre outros.

O novo edifício é praticamente auto suficiente, tendo sua própria cozinha, sala de jantar, terraço/jardim, salas de aula, oficinas, lavanderia, biblioteca e academia.

Em seu discurso de inauguração, juntamente com o presidente do Exército de Salvação na França Daniel Naud, o presidente Hollande lembrou de William Booth, fundador do Exército de Salvação, e seu apelo à ação social, falando da necessidade de de lutar por uma nação unida, generosa, e que trabalha para proteger a dignidade humana.

Exercito_Paris-1

Entrada no novo centro

 

 

 

 

 

 

 

 

4

Entrada do “Cité de Refuge”

3

Sessão de perguntas e respostas

Exercito_Paris2

Presidente François Hollande e Coronel Daniel Naud

“Palais de la Femme” reabre em Paris


O “Palais de la Femme” (Palácio da Mulher) em Paris – França, um dos prédios mais famosos do Exército de Salvação no mundo, reabre suas portas após uma grande reforma.


O centro, que fornece acomodação para mães necessitadas e seus bebês, foi reaberto pelo Coronel Massimo Paone, Chefe Territorial do Exército de Salvação na França e Bélgica, na presença de várias autoridades locais.

 

Há 85 anos atrás os Comissários Albin e Blanche Peyron tiveram a ideia de utilizar o grande prédio em Paris, que antes era um convento, hotel e também hospital, como um centro para atender mulheres em situação precária. Quando o “Palais de la Femme” foi inagurado em Junho de 1926 era o maio centro social da Europa, com 750 quartos.

Atualmente conta com 350 suítes e cozinhas em todos os andares.

 

A ideia original ainda permanece a mesma: oferecer um futuro seguro para as mães e seus bebês que encontram refúgio no local. O centro fornece abrigo para 350 mulheres, sendo que metade delas experimentaram algum tipo de violência doméstica. Há dois tipos de atendimento: o de longo tempo e a residência social.

Nos dois casos as mulheres atendidas tem acesso a um programa de inclusão social e cultural, além de programas de capacitação para tarefas domésticas e outros cursos.

Saiba mais :

http://www.armeedusalut.fr/espace-presse/communiques-de-presse/communique/un-nouveau-palais-a-paris-pour-350-femmes-en-difficulte.html

http://fr.wikipedia.org/wiki/Palais_de_la_Femme

 

Tradução e adaptação: Tiago Mendes