COVID-19: Exército de Salvação Brasil lança campanha de arrecadação para continuar os trabalhos

O Exército de Salvação Brasil lançou nessa última quarta-feira 25/03 uma campanha de arrecadação para continuar realizando seu trabalho que consiste em retirada de doações, Bazares Beneficentes, ações emergenciais e trabalhos sociais no Brasil inteiro.

Com o novo COVID-19, algumas atividades do Exército de Salvação tiveram que ser algumas parcialmente e outras totalmente paralisadas por questões de segurança dos funcionários e da população e com isso, os fundos que antes eram arrecadados através dessas atividades cessaram, assim diminuindo cada dia mais a chance de manter o funcionamento de todos os projetos.

Contudo, o Exército de Salvação Brasil não perdeu as esperanças de continuar a cumprir sua missão e pede encarecidamente a contribuição de doadores, clientes e apoiadores da causa.

Para doar, acesse nosso site.

COVID-19:Como o Exército de Salvação tem respondido ao Coronavírus

O Exército de Salvação é um Movimento internacional presente hoje em 131 países. A situação de alerta em que o mundo se encontra está cada vez mais acentuada e é de responsabilidade global que cuidemos uns dos outros. Em meio à tudo isso, a Instituição tem respondido de diferentes formas em suas obras locais.

Em Roma, capital da Itália, o Exército de Salvação atua com atendimento Social para pessoas em situação de rua. O Major David Cavanagh, Secretário Geral, relata:

“Os cultos comunitários dominicais estão suspensos em toda a Itália. Em Roma, além das razões de segurança da saúde a suspensão se deve ao fato de termos a situação particular do Centro Social, com programas de atendimento de longo prazo destinados a pessoas vulneráveis. […] O resgate de inverno, que prevê a entrega de refeições, continua regularmente porque temos a certeza de que atividades humanitárias não são proibidas pelo governo. O próprio Centro Social está tomando todas as medidas necessárias para garantir a prevenção. Pedimos aos atendidos que mantenham a distância regulamentar de um metro nas fileiras, que entrem alguns de cada vez e se revezem. São divididos grupos de no máximo 10 pessoas que entram para serem atendidos. Podemos continuar fazendo isso, não é proibido.”

Na Coreia do Sul, a Instituição foi às ruas com suas urnas conhecidas como “panelas de natal”, tradicionais na época natalina, mas com o objetivo de arrecadar máscaras descartáveis e higienizadores de mãos, que serão distribuídas em comunidades necessitadas para prevenção do vírus.

Nos Estados Unidos, representantes estão trabalhando com as autoridades para se preparar para a possibilidade de um surto de COVID-19. Em nota, o site oficial publicou:

” Estamos constantemente fornecendo atualizações à Agência Federal de Gerenciamento de Emergências sobre nosso status Nacional de preparação e resposta. Em todo o país, equipes treinadas de resposta a emergências do Exército de Salvação estão de prontidão para ajudar, se solicitado. Além disso, apoiamos os agentes de saúde pública dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças, fornecendo lanches e hidratação no Aeroporto Internacional O’Hare, em Chicago.”

No Brasil, o Centro Integrado João de Paula ( Joinville-SC ) está paralisando as atividades voltadas ao público da terceira idade. Outras unidades sociais com atendimentos a crianças, pessoas em situação de rua, entre outros públicos específicos estão tomando precauções para evitar que o vírus se alastre.

Estes e outros territórios tem mobilizado voluntários que continuam trabalhando em favor da missão de ajudar o próximo, fazendo distribuições de itens básicos, conscientizando funcionários, voluntários e assistidos, contribuindo com situações emergenciais e equipes de atendimento médico, sempre tomando os devidos cuidados e, confiados de que estão realizando a missão pelo qual foram chamados.

Brian Peddle – General do Exército de Salvação em nota no Twitter

” COVID 19, um assunto sério para todos. Como as pessoas de fé devem responder? Trabalhamos e servimos a partir de uma missão dada por Deus, focada em sal e luz. Nós não somos entregues ao medo. Salmo 54: 4 é o Senhor quem me sustenta. Orando hoje por uma perspectiva divina.”

Fontes: https://www.nev.it/nev/2020/03/13/il-coronavirus-non-ferma-le-attivita-umanitarie-dellesercito-della-salvezza

https://centralusa.salvationarmy.org/metro/news/the-salvation-armys-statement-regarding-covid-19?utm_source=organic&utm_medium=social&utm_campaign=stories

https://youtu.be/ZDmxRl4RHhg