Exército de Salvação e outras denominações dão assistência à imigrantes ilegais nos Estados Unidos

Semanalmente, diversas famílias cruzam as fronteiras a procura de uma nova vida. Muitos dos imigrantes que se encontram no sul dos Estados Unidos já estão detidos, outros estão aguardando processo de legalização das autoridades. A maioria são crianças e mulheres, sem ter o que comer ou onde ficar.

Igrejas e organizações da região estão mobilizando voluntários a atender os imigrantes. Dentre as atividades, o Exército de Salvação com o apoio da Cruz Vermelha, oferece abrigo, refeição e acompanhamento profissional e de voluntários. O atendimento provisório é gratuito e atende centenas de pessoas diariamente.

“O Exército de Salvação está fazendo o que o Exército de Salvação sabe fazer melhor. Estamos proclamando o evangelho de Jesus Cristo e suprindo as necessidades humanas em Seu nome, sem discriminação. Se estão sem moradia, nós vamos dar um lugar para ficarem. Se estão com fome, vamos dá-los algo para comer. A única qualificação para receber o serviço do Exército de Salvação é nossa real necessidade e capacidade de ajudar.

Comissário Kenneth G. Hodder – The Salvation Army – Território Oeste dos Estados Unidos.

Assista o vídeo (inglês) sobre o trabalho local no link abaixo:

Trabalho do Exército de Salvação em Yuma, Arizona – EUA.

Exército de Salvação faz doações à moradores de rua

O Exército de Salvação tem em sua história o princípio de ajudar o próximo, e honrando esta causa diversas unidades estão realizando ações de distribuição à pessoas em situação de rua doando cobertores, agasalhos e roupas de frio resultantes de campanhas realizadas neste ano.

São diversas regiões que estão arrecadando e distribuindo doações, como por exemplo, a cidade de Curitiba (PR), Belo Horizonte (MG) e unidades da zona leste de São Paulo (São Miguel Paulista e Guaianazes) que doaram centenas de peças, além de oferecer assistência e alimento aos necessitados.

Confira fotos de cada ação:

“Obrigado à todos que apoiaram; colaboradores, doadores, pessoas que se dedicaram a buscar e separar doações, voluntários, aos que divulgaram a campanha, abriram seu comércio ou sua empresa pra poder arrecadar e às pessoas que intercederam por nós. Agradecemos à todos pelo apoio na Campanha de Inverno – 2019!”

Major Paulo Swartele Rodrigues – Corpo de 1º de Maio – Belo Horizonte/MG

Para acompanhar os resultados siga as nossas redes sociais: @exercitodoacoes.

Exército de Salvação atua em Brumadinho – MG

Em Janeiro de 2019, a cidade de Brumadinho (MG) vivenciou o rompimento de uma barragem de rejeitos de mineração, pertencente à Companhia Vale do Rio Doce, causando a morte de centenas de pessoas.

Assim que a tragédia foi noticiada, o Brasil inteiro se comoveu e, rapidamente, muitas pessoas e organizações mobilizaram-se para oferecer ajuda, através de alimentos, água e roupas.

O Exército de Salvação, representado por sua igreja em Belo Horizonte (MG), enviou pessoas para oferecer apoio emocional e espiritual, através de conversas, aconselhamentos e orações com sobreviventes, familiares, amigos de vítimas, bombeiros e policiais.

A tenente do Exército de Salvação, Ienneke Barrault, afirmou:

“Como instituição, como igreja, como seres humanos, nós viemos aqui hoje para agir de forma humanitária, uma forma solidária de apoio às famílias. Tivemos a oportunidade de estar orando com as famílias, conversando, abraçando, chorando com elas, que é o que elas precisam neste momento”

Para ver o depoimento da tenente Ienneke, acesse: https://www.facebook.com/ienneke.francys/videos/10216474008634330/

O Exército de Salvação se solidariza com as famílias das vítimas desta tragédia, orando para que esse tipo de incidente não ocorra novamente em nosso país.

Exército de Salvação e ONU inauguram centro para refugiados e brasileiros vítimas de violência em Roraima

A partir de hoje, 18 de Janeiro de 2019 , Roraima irá inaugurar o Centro de Convivência e Atendimento Psicossocial para brasileiros, refugiados e migrantes que sofreram violência baseada em gênero ou outras violações de direitos humanos.

O Centro é iniciativa vinculada ao projeto “Pontes” do Exército de Salvação em parceria com o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) e a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), com financiamento da União Européia.

O serviço de convivência e atendimento psicossocial é parte da resposta ao fluxo migratório venezuelano visando apoiar Roraima e o município de Boa Vista. Entre os serviços que vão ser disponibilizados, estão a assistência social e psicológica, orientação jurídica, oficinas terapêuticas e de habilidades para a vida, além de atividades socioeducativas.

O objetivo, além de ampliar a proteção de pessoas refugiadas e migrantes, é garantir a integração e coexistência pacífica com a população local. Os atendimentos serão realizados por profissionais com formação específica em cada área e farão o encaminhamento dos casos que necessitarem de outros atendimentos para a rede de proteção de direitos de Boa Vista e Roraima.

O horário de funcionamento para o atendimento geral será de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 12h e das 13h às 17h30.

Orientação jurídica,  às terças e quintas-feiras, das 8h30 às 12h e das 13h às 17h, e às sextas-feiras das 8h às 12h.

Inauguração do Centro de Convivência e Atendimento Psicossocial
Local: Rua Paulo VI, 275 – Mecejana /Boa Vista – RR
Data: sexta-feira, 18
Horário: 8h30.

Para mais informações sobre esse projeto, acesse >>

https://nacoesunidas.org/roraima-onu-e-exercito-salvacao-inauguram-centro-para-refugiados-e-brasileiros-vitimas-de-violencia/

 

Exército de Salvação atua em apoio a Venezuelanos em Roraima

A crise migratória na Venezuela tem levado milhares de pessoas a deixarem o seu país em busca de abrigo, alimentação e segurança em outros países, como a Colômbia e o Brasil.

Muitos venezuelanos se deslocam centenas de quilômetros e entram no Brasil através do estado de Roraima, no extremo norte do país. Segundo a ONU, mais de 2,3 milhões de venezuelanos já deixaram sua terra natal em direção a vários países.

O Exército de Salvação enviou para Boa Vista, capital do Estado de Roraima, representantes que estão trabalhando na conscientização da população imigrante com foco na prevenção do tráfico humano, uma ameaça real para os refugiados venezuelanos.

Além disso mulheres refugiadas venezuelanas estão aprendendo noções da legislação brasileira e direitos civis, enquanto crianças e jovens estão sendo capacitados em como lidar com situações difíceis, como violência e abuso sexual.

No lado Venezuelano, o Exército de Salvação Internacional iniciou um projeto ao norte de Maracaibo com o objetivo de fornecer alimentação gratuita diariamente para centenas de pessoas, além do fornecimento de fraldas e roupas para mães e gestantes.

O Exército de Salvação na Argentina também tem preparado uma ação conjunta em Buenos Aires para o recebimento de imigrantes venezuelanos que buscam refúgio naquele país.

A sede do Exército de Salvação em Londres (Reino Unido) convocou um Dia Mundial de Oração pelas vítimas do tráfico humano, a ser realizado no dia 23 de Setembro de 2018.

 

Mais informações: https://www.salvationarmy.org/ihq/antitrafficking