Campanha Cobertor do Bem resulta em mais de 500 itens doados para moradores de rua até hoje

A Campanha Cobertor do Bem iniciou entre os meses de Maio e Junho de 2020. Diversos doadores contribuiram em dinheiro para a compra de meias e cobertores a serem distribuídos para pessoas necessitadas.

O Exército de Salvação atua diretamente com o público, e prioriza o serviço de atendimento à pessoas em vulnerabilidade social. Durante a pandemia a estratégia mudou, o projeto que antes estava de portas abertas teve que fechá-las, mas fez que com que voluntários saíssem às ruas para ajudar centenas de necessitados.

Até o momento a Campanha já levantou mais de 6 mil reais e com as doações foi possível comprar 264 cobertores e 240 pares de meias que estão sendo direcionados ao Quartel Nacional (sede do Exército de Salvação no Brasil) onde são distribuídos nas ações sociais de atendimento à pessoas em situação de rua.

O site continua a aceitar doações até o mês de Agosto, ao final da Campanha. Lá você também pode conferir os orçamentos e notas fiscais, além de fotos das ações que têm ocorrido durante este período.

Para doar acesse: https://www.exercitodoacoes.org.br/campanhas/cobertor-do-bem

Distribuição acontece regularmente nas ruas de São Paulo – Saiba como ajudar

De segunda a sexta-feira a partir das 18:00 horas equipes de oficiais e voluntários do Exército de Salvação estão trabalhando nos bairros da cidade mais movimentada do Brasil. O foco da ação está em pessoas em situação de rua, que são supridas continuamente com alimentação, roupas e outros itens de higiene.

O tabalho com este público não é de agora, desde sua fundação em 1865, Londres – Inglaterra, o fundador do Exército de Salvação William Booth tinha uma atenção especial por pessoas marginalizadas da sociedade. O lema “sopa, sabão e salvação” amplia o evangelho não somente ofercendo o alívio espiritual e emocional, mas considerando a situação particular da necessidade de cada pessoa. Partindo deste princípio, representantes ao longo das décadas e de diferentes formas, culturas e línguas, atuam arduamente para atender pessoas em suas diversas situações de necessidade.

No Brasil existem projetos com profissionais para acompanhamento, capacitação, suprimento e apoio regularmente. Durante a pandemia, a necessidade acentuou em todos os âmbitos, mas principalmente neste público específico de moradores de rua. Desde então, o Exército de Salvação têm aumentado as ações e, com isso, a urgência de doações.

Até então foram distribuídos em média:

 Cobertores: 506
 Casacos de frio masculinos: 237
 Casacos femininos: 126
 Casacos infantis: 44
 Meias: 557
 Calças masculinas: 128
 Calças femininas: 71

“Têm sido uma experiência interessante, acredito que todos deveriam fazer este tipo de ação.”

Major Maruilson Souza – Responsável por coordenar as ações

Para contribuir com as ações do Exército de Salvação e saber mais sobre este trabalho acesse exercitodesalvacao.org.br.

Você também pode doar qualquer valor especificamente para esta ação na página de arrecadação da Campanha Cobertor do Bem: https://www.exercitodoacoes.org.br/campanhas/cobertor-do-bem

COVID-19 E DIA MUNDIAL DOS REFUGIADOS: O EXÉRCITO DE SALVAÇÃO ATENDE ÀS NECESSIDADES DE PESSOAS DESLOCADAS INTERNACIONALMENTE

REFUGIADOS, requerentes de abrigo e migrantes forçados estão entre os grupos mais vulneráveis ​​afetados pelo COVID-19. A Agência das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) relata que atualmente existem 71 milhões de pessoas deslocadas em todo o mundo, e 134 países que hospedam refugiados relataram transmissão local de coronavírus. É nesse contexto que o Exército de Salvação está entrando, sempre que possível, para fornecer apoio adicional a esses indivíduos que já sofreram enormes dificuldades.

Refugiados venezuelanos que vivem em campos temporários e nas ruas de Boa Vista no Brasil, têm recebido apoio do Exército de Salvação – trabalhando em colaboração com as forças armadas do país, o ACNUR e outras agências de ajuda humanitária – há dois anos. Com o advento do COVID-19, refeições adicionais e kits de higiene foram distribuídos no Projeto Pontes do Exército de Salvação na cidade, a fim de ajudar aqueles para quem as finanças são perigosamente apertadas. Os refugiados que costumavam ganhar a vida vendendo água, doces ou lanches em áreas públicas ou em cruzamentos de estradas não conseguem obter renda devido a restrições de circulação. Além disso, os refugiados estão enfrentando o problema de serem despejados de prédios públicos abandonados que estavam sendo usados ​​como abrigo. O Exército de Salvação tem ajudado a registrar pessoas vulneráveis ​​e continua a fornecer monitoramento psicossocial, além de alimentos, outros itens básicos, como colchões.

No sul do país, o Centro Integrado João de Paula, do Exército da Salvação, em Joinville, está ajudando refugiados do Haiti e da Venezuela que enfrentam dificuldades com os efeitos econômicos das regulamentações para gerenciar a propagação do coronavírus. Muitos trabalham em empregos informais que cessaram por causa da pandemia, deixando-os novamente sem uma renda básica. Pacotes de alimentos foram distribuídos para cerca de 35 famílias vulneráveis para garantir uma nutrição com qualidade. Assim como em Boa Vista, está sendo oferecido assistência com a documentação oficial, além de kits de higiene e limpeza.

Os desafios de manter uma boa higiene no contexto de um campo de refugiados são consideráveis. Quatro mil famílias (representando mais de 20.000 indivíduos) sendo apoiadas pelo Exército de Salvação no assentamento de refugiados de Kyangwali, Uganda , têm um apoio financeiro mínimo e não podem comprar suprimentos básicos. Os membros da equipe do Exército de Salvação, já engajados em uma iniciativa de água, saneamento e higiene no assentamento, fornecerão a cada pessoa sua própria barra de sabão para ajudar a impedir a propagação da doença. Com as condições restritas no local, qualquer transmissão do COVID-19 seria extremamente perigosa.

Na África do Sul, um abrigo de emergência para pessoas sem-teto apoiado pelo Exército de Salvação em Marabastad, Pretória, desde o início do bloqueio é especificamente para solicitantes de abrigo. Com a chegada do inverno e a perspectiva incomum de previsão de neve para Joanesburgo, as refeições quentes são um componente importante do apoio do Exército de Salvação. O abrigo – uma antiga prisão – inicialmente planejava acomodar 250 solicitantes de acolhimento que aguardavam o registro correto e documentação. Atualmente, atende 350 homens, mulheres e crianças, incluindo moradores de rua.

Refugiados e outros migrantes em Tijuana, México , estão entre os mais afetados pelo coronavírus na região. Muitos viajaram centenas de quilômetros da América Central e além, para chegar à fronteira com os EUA, onde permanecem até que seus pedidos de asilo sejam ouvidos. A maioria vive em abrigos lotados ou em tendas improvisadas em terreno duro, de modo que as circunstâncias são severas. A Casa Puerta de Esperanza, do Exército da Salvação, distribui pequenos pacotes de cuidados e caixas de bebidas para fazer a diferença e dar esperança.

As populações migrantes no Oriente Médio estão recebendo pacotes de alimentos e cupons de supermercado. Muitos trabalhadores de toda a Ásia e África são trazidos para a região para trabalhar no campo da construção, trabalho doméstico ou serviços de limpeza. Durante a pandemia, muitos deles foram remunerados com salário parcial e são um segmento da população que está sendo constantemente ignorado. Os esforços em toda a região do Exército de Salvação atenderão a mais de 1.500 trabalhadores migrantes. No Kuwait , o Exército da Salvação está trabalhando com embaixadas e consulados nacionais, bem como com o Centro Comunitário Internacional da Cidade do Kuwait. A distribuição do vale-presente coordenada pelo Exército de Salvação dá às famílias migrantes acesso a alimentos essenciais e suprimentos de higiene por 30 dias seguidos. Esquemas de cupons semelhantes em Bahrein e os Emirados Árabes Unidos também buscam garantir que os migrantes tenham uma fonte confiável de alimentos, enquanto a turbulência econômica significa que seus meios de subsistência estão suspensos.

A Espanha foi particularmente afetada pelo vírus COVID-19, e as pessoas mais vulneráveis ​​são imigrantes que não possuem os mesmos direitos que os cidadãos espanhóis. Todos os corpos (centros) do Exército de Salvação do país desenvolveram programas de distribuição de alimentos, com o objetivo de garantir que aqueles sem a documentação correta – e muitas vezes em risco de exclusão – recebam a assistência necessária.

Espanha

Na Grécia , o centro de dia Omonia do Exército de Salvação e Victoria Square, Atenas, reabriu com um novo layout cuidadosamente pensado para fornecer assistência humanitária a refugiados e requerentes de abrigo, garantindo o distanciamento social obrigatório para a segurança dos usuários do serviço e funcionários. O local é o centro da resposta do Exército de Salvação aos migrantes na cidade, com três outras agências fornecendo apoio sob o mesmo teto, a fim de fornecer cuidados abrangentes para os necessitados. Os usuários do serviço têm compartilhado suas histórias de bloqueio e estão ansiosos pelo ‘novo normal’.

  • Displaced é um filme feito no Brasil sobre os refugiados atendidos em Roraima, e pode ser visualizado e baixado via sar.my/displaced
  • Atualizações regulares do COVID-19 – incluindo um mapa interativo, vídeos e recursos para download – podem ser encontradas em nosso site: sar.my/covid19
  • As fotos estão disponíveis em sar.my/covidpics

Conteúdo original traduzido: Sede da IHQ Communications International https://www.salvationarmy.org/ihq/news/inr170620

Ações durante a pandemia no Centro Integrado de Pelotas

Um dos trabalhos sociais que o Exército de Salvação realiza no Brasil é o de assistência à crianças e famílias em diferentes esferas sociais, oferecendo uma programação de lazer, educação, refeição, acompanhamento profissional e desenvolvimento. O Centro Integrado de Pelotas atende em torno de 60 crianças e 44 famílias diariamente, e durante a pandemia continua apoiando suas famílias mesmo a distância.

A Instituição continua recebendo doações, principalmente alimentícios e de higiene, mais de 5 toneladas de alimentos já foram entregues. Com os itens doados, é feita a distribuição para as famílias atendidas e uma atividade em conjunto proposta; preparar uma receita de um prato sugerido pela professora da Instituição com os igredientes recebidos. Nas últimas semanas as crianças, junto de seus responsáveis, prepararam em suas casas receitas como “sopão” e pão caseiro que foram orientadas por vídeo pela professora responsável.

Além desta atividade, as crianças também estão tendo acompanhamento online e interagindo por vídeos e fotos, realizando atividades de conscientização e de lazer. As mães foram convidadas a participar de uma oficina de confecção de máscaras protetoras, com o apoio da Confecção Bezalel que ofereceu a aula em uma tarde.

O Bazar Beneficente também reabriu as portas, e oferece roupas, calçados, móveis e eletrodomésticos com preços baixos. Está localizado na Avenida Fernando Osório 6745 – Três Vendas – Pelotas / RS. O atendimento no Bazar ocorre de terça a sábado das 10h as 12:30h e das 14h as 17h.

Exército de Salvação retira doações em Curitiba a partir de Junho de 2020

O setor de captação de doações do Exército de Salvação expandiu sua área de atendimento. Além da região sudeste agora também há coletas no sul do Brasil, na região metropolitana de Curitiba – PR.

O novo galpão se encontra na cidade de Colombo e equipes de coleta e logística já estão agendando e retirando doações. Todos os itens arrecadados são enviados aos Bazares Beneficentes a fim de gerar recursos aos trabalhos de atendimento social em diversos locais do Brasil.

Para doar basta entrar em contato pelo telefone 4003-2299 ou acessar o site oficial exercitodocoes.org.br e realizar um cadastro com dia agendado para a coleta de doações. São aceitos itens usados como roupas, livros, brinquedos e outros objetos. O serviço de coleta é gratuito e mediante solicitação.

Aos interessados em visitar nosso Bazar, confira os endereços em nosso site, ou encontre itens disponíveis para envio pelo correio na Loja Online: https://loja.exercitodoacoes.org.br/